Coluna do Dainese
Coluna do Dainese

Mulher é assassinada pelo ex-companheiro durante festa; homem matou mãe da vítima e esfaqueou mais três

Homem invadiu festa de 18 anos de Nathalia Saldanha. Ela foi morta a facadas, segundo vizinhos. No total, 5 pessoas foram esfaqueadas, incluindo uma criança.

Por Nação Sampa News em 14/10/2020 às 08:15:19
Nathalia Saldanha comemorava seu aniversário de 18 anos quando foi atacada com uma faca após ter sua festa invadida pelo ex-companheiro ?- Foto: Reprodução/TV Globo

Nathalia Saldanha comemorava seu aniversário de 18 anos quando foi atacada com uma faca após ter sua festa invadida pelo ex-companheiro ?- Foto: Reprodução/TV Globo


Uma mulher foi morta durante uma festa pelo seu ex-companheiro, em Guaianases, na Zona Leste de São Paulo, na noite desta segunda-feira (12). Antes de fugir, o criminoso também matou a ex-sogra e esfaqueou outras três pessoas.

Segundo um vizinho, Nathalia Saldanha comemorava seu aniversário de 18 anos quando foi atacada com uma faca. O crime aconteceu quando o ex-namorado, com quem tinha uma filha de 2 anos, invadiu a festa.

"Ninguém esperava que esse rapaz ia chegar um dia assim como de hoje e cometer esse ato criminoso. Porque ele não aceitava a separação da Nathalia de jeito nenhum, eles estavam cerca de um mês, mês e pouco separados, e ele tentava reatar de todo jeito e a família [dela] também não queria. Ele, tomado de uma fúria, veio e cometeu esse crime bárbaro", contou o vizinho Jésse Silveira.

Segundo vizinhos, o homem chegou armado com uma faca e começou a atacar as vítimas. Nathalia e a mãe chegaram a ser socorridas, mas não resistiram. O padrasto de Nathalia também foi socorrido com ferimentos graves, de acordo com as testemunhas. Outras duas pessoas receberam atendimento médico e tiveram alta. Uma das vítimas é uma criança de dez anos.


Homem fugiu

A vizinhança diz que a família da vítima relatava que o ex-companheiro de Nathalia era agressivo. Na manhã de segunda, ele havia buscado a filha para passar o Dia das Crianças. À noite, ele voltou sozinho e cometeu os crimes.


"A gente conhecia pouco ele, muito pouco. O que a gente conhece aqui é a família que passou que ele era um pouco agressivo. Violento, empurrões... A família então já não queria esse relacionamento pra ela", disse Jessé.

O criminoso fugiu e ainda não foi localizado pela polícia. O caso foi registrado no 53º DP, no Parque do Carmo.












Fonte: Portal G1

Comunicar erro
Coluna do Dainese

Comentários

Coluna do Dainese