imagem 728x90

Veja a lista de quem assinou o 'superpedido' de impeachment de Bolsonaro

Partidos políticos, parlamentares e entidades da sociedade protocolaram na Câmara dos Deputados pedido que unifica argumentos de outros 123 pedidos que já foram apresentados.

Por Nação Sampa News em 01/07/2021 às 14:58:59



Partidos políticos, parlamentares e entidades da sociedade civil protocolaram nesta quarta-feira (30) na C√Ęmara dos Deputados o chamado "superpedido" de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).


O "superpedido" tem 46 signat√°rios e unifica argumentos apresentados nos outros 123 pedidos de impeachment j√° apresentados à C√Ęmara. Depois de protocolado na Secretaria-Geral da Mesa da C√Ęmara dos deputados, o pedido recebeu mais assinaturas. Entre os argumentos, est√° o mais recente, o que aponta prevacari√ß√£o do presidente no caso da suspeita de corrup√ß√£o no contrato de compra da vacina indiana Covaxin.


Entre os que assinam o pedido est√£o ex-aliados do presidente, como os deputados Alexandre Frota (PSDB-SP) e Joice Hasselmann (PSL-SP).

Os partidos subscritores s√£o todos do chamado campo da esquerda ou da centro-esquerda – PT, PCdoB, PSB, PDT, PSOL, Cidadania, Rede, PCO, UP, PSTU e PCB, estes quatro últimos sem representa√ß√£o no Congresso.

Também h√° representantes da Associa√ß√£o Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), da Associa√ß√£o Brasileira de Imprensa (ABI), da Articula√ß√£o dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), do Conselho Nacional de Igrejas Crist√£s do Brasil (Conic), do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e do 342 Artes.


* A rela√ß√£o abaixo contém o nome dos parlamentares que assinaram pedido protocolado na Secretaria-Geral da C√Ęmara. Depois, o pedido recebeu mais assinaturas. A lista completa est√° aqui.

  1. Mauro de Azevedo Menezes, membro da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD);
  2. T√Ęnia Maria de Oliveira, integrante Associa√ß√£o Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD);
  3. Sônia Guajajara, coordenadora-executiva da Articula√ß√£o dos Povos Indígenas do Brasil (APIB);
  4. In√°cio Lemke, presidente do Conselho Nacional de Igrejas Crist√£s do Brasil (Conic);
  5. Paulo Jerônimo de Sousa, presidente da Associa√ß√£o Brasileira de Imprensa (ABI);
  6. Marco Aurélio de Carvalho, coordenador do Grupo Prerrogativas;
  7. Raimundo José Arruda Bastos, coordenador da Associa√ß√£o Brasileira de Médicos e Médicas pela Democracia (ABMMD);
  8. Iago Montalvo Oliveira Campos, presidente da Uni√£o Nacional dos Estudantes (UNE);
  9. Rozana Fonseca Barroso da Silva, presidente da Uni√£o Brasileira de Estudantes Secundaristas (Ubes);
  10. Cristina de Faria Cordeiro, presidente da Associa√ß√£o Juízes para a Democracia (AJD);
  11. Gabriel Napole√£o Velloso Filho, desembargador do Trabalho e integrante da Associa√ß√£o Juízes para a Democracia (AJD);
  12. Claudia Maria Dadico, Associa√ß√£o Juízes para a Democracia (AJD);
  13. Ana Paula Costa Barbosa, representante do Coletivo Defensoras e Defensores Públicos pela Democracia;
  14. Sheila Santana de Carvalho, da Coaliz√£o Negra por Direitos;
  15. Douglas Belchior, da Coaliz√£o Negra por Direitos;
  16. Symmy Larrat Brito de Carvalho, presidente da Associa√ß√£o Brasileira de Gays, Lésbicas, Travestis e Transexuais (ABGLT);
  17. Vanessa Patriota da Fonseca, integrante do Fórum Social Mundial Justi√ßa e Democracia (FSMJD);
  18. Mauri José Vieira da Cruz, integrante do Fórum Social Mundial Justi√ßa e Democracia (FSMJD);
  19. Nalu de Faria da Silva, da Marcha Mundial das Mulheres;
  20. Maria Anna Eugênia do Valle Pereira Stockler, representante da 342 Artes;
  21. Raimundo Vieira Bonfim, coordenador-geral da Central de Movimentos Populares (CMP);
  22. Guilherme Boulos, coordenador da Frente Povo Sem Medo;
  23. Alex Sandro Gomes, presidente da Associação Nacional das Torcidas Organizadas do Brasil (Anatorg);
  24. Jo√£o Paulo Rodrigues Chaves, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST);
  25. José Reginaldo In√°cio, presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST);
  26. Adilson Gon√ßalves de Araújo, presidente nacional da Central de Trabalhadores e Trabalhadores do Brasil (CTB);
  27. Edson Carneiro da Silva, presidente da Intersindical Central da Classe Trabalhadora;
  28. Sérgio Nobre, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT);
  29. Atn√°goras Teixeira Lopes, da Central Sindical e Popular Conlutas;
  30. Miguel Eduardo Torres, presidente da Força Sindical;
  31. José Gozze, presidente nacional da Pública Central do Servidor;
  32. Edmilson Silva Costa, secret√°rio-geral do PCB;
  33. Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB;
  34. Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT;
  35. José Maria de Almeida, presidente nacional do PSTU;
  36. Juliano Medeiros, presidente nacional do PSOL;
  37. Carlos Lupi, presidente nacional do PDT;
  38. Leonardo Pericles Vieira Roque, presidente nacional da Unidade Popular (UP);
  39. Luciana Santos, presidente nacional do PCdoB;
  40. Rui Costa Pimenta, presidente da Executiva Nacional do PCO;
  41. Heloísa Helena, presidente da Rede Sustentabilidade;
  42. Wesley Elderson Diógenes Nogueira, da Rede Sustentabilidade;
  43. Roberto Freire, presidente Nacional do Cidadania;
  44. Joice Hasselmann, deputada federal (PSL-SP);
  45. Kim Kataguiri, deputado federal (DEM-SP);
  46. Alexandre Frota, deputado federal (PSDB-SP).


Conteúdo do pedido de impeachment

O texto foi elaborado por um grupo de juristas e atribui a Bolsonaro 23 crimes de responsabilidade divididos em sete categorias:

  • Crimes contra a exist√™ncia da Uni√£o;
  • Crimes contra o livre exercício dos poderes legislativo e judici√°rio e dos poderes constitucionais dos Estados;
  • Crimes contra o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;
  • Crimes contra a seguran√ßa interna;
  • Crimes contra a probidade na administra√ß√£o;
  • Crimes contra a guarda e legal emprego dos dinheiros públicos;
  • Crimes contra o cumprimento de decis√Ķes judici√°rias.

Para que um processo de impeachment seja aberto e passe a tramitar na C√Ęmara, o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), aliado do governo, precisa aceit√°-lo.

Fonte: Portal-G1

Comunicar erro
imagem 728x90

Coment√°rios

imagem 728x90