imagem 728x90

NARCISISMO

"O meu eu vai se inflando enquanto o tamanho do meu mundo vai diminuindo."

Por Nação Sampa News em 13/06/2021 às 14:06:48


Kamila Faro

Psicóloga, com especialização em Transtorno do Espectro Autista

Atuante na área Clínica e Psicologia Social

Espectro Político: Centro Esquerda Moderada- Anti Radicas e Extremistas

Assessora Interina de Comunicação do Portal Nação Sampa News

Coluna: Psikalise e Política





CONTEXTO

HISTÓRICO

O termo "narcisismo" tem sua origem da mitologia grega de Narciso, um deus grego cujas principais características eram sua beleza e sua arrogância. Além disso, ele era muito belo e despertava interesse em todas as pessoas, inclusive da ninfa Eco. Que após ser desprezada por Narciso recorreu à deusa Nêmeses que o amaldiçoou Narciso a se apaixonar por si próprio! E ao ver sua imagem refletida em um lago e tentar, alcança-la morreu afogado.



"Narciso" (1590), pintura de Caravaggio, Galleria Nazionale d'Arte Antica, Roma


Em Psicanálise o termo "narcisismo" foi empregado pela primeira vez por Paul

Nack

em 1899. No estudo sobre perversões sexuais, fazendo uso do termo para nomear um estado de amor de uma pessoa por sí mesmo.

PSICANÁLISE

Para Sigmund Freud o narcisismo é uma fase do desenvolvimento das pessoas. É um estágio em que se verifica a passagem do autoerotismo, ou seja, do prazer que é concentrado no próprio corpo, para eleição de outro ser como objeto de desejo. Essa transição é importante segundo Freud porque a pessoa adquire a habilidade de conviver com o diferente. Ou seja com o desejo do outro.

E através desse processo natural o sujeito consegue, tanto satisfazer seu próprio desejo, como satisfazer o desejo do outro ou até mesmo proteger o seu desejo.

Segundo Freud todas as pessoas são narcisistas em certo ponto, já que elas contêm em si um ímpeto pela auto, conservação.



Porém quando há uma "falha" nesse processo. Seja devido a educação recebida, o ambiente social, a cultura ou até mesmo as crenças e a forma como são inseridas para o sujeito. Temos então um quadro patológico.


DOENÇA

O narcisismo enquanto doença é conceituado como um transtorno/distúrbio em que uma pessoa tem uma ideia exagerada de sua própria importância. As pessoas que sofrem com esse problema geralmente acaba tendo dificuldade de se relacionar já que elas mostram irritação quando são contrariadas, além de também supervalorizarem as suas opiniões.

Pessoas narcisistas também demonstram incapacidade de se colocar no lugar de outra pessoa, demonstrando empatia. Pode-se afirmar que essas pessoas têm tendência a depressão, além de também poderem desenvolver dependência de álcool e drogas licitas ou ilícitas. As pessoas com esse transtorno frequentemente observam para ver o que os outros pensam deles e avaliar o quão bem eles estão fazendo. Eles são sensíveis e se chateiam com as críticas dos outros e pelo fracasso, o que faz com que se sintam humilhados e derrotados.

Eles podem responder com raiva ou desprezo, ou podem contra-atacar violentamente. Ou eles podem se afastar, ou aceitar externamente a situação em um esforço para proteger sua sensação de auto importância (grandiosidade). Eles podem evitar situações em que podem falhar.