imagem 728x90

O CÂNCER DE MAMA, UMA DOENÇA QUE TRANSFORMA A VIDA DA MULHER

O CÂNCER DE MAMA

Por Nação Sampa News em 21/10/2020 às 11:13:51


Dr. Marcelo Antonini

Médico Mastologista, Obstetra e Ginecologista

Coluna: Saúde da Mulher



O momento de descoberta do diagnóstico do câncer de mama costuma ser impactante, devastador e, principalmente, desafiador, diante de uma notícia que não quer ser recebida. Contudo, a história de
muitas mulheres são muito semelhante. Num primeiro momento vem o chão caído, se imaginam sem os cabelos e tendo que retirar a mama. Mas, na verdade, devem encarar de cabeça erguida e, mesmo
passando por um momento tão difícil, se mostrar confiante, otimista e com muita fé em relação ao tratamento.


O câncer de mama quando diagnosticado nas formas iniciais, tem grandes chances de cura, e quando mais cedo, mais fácil o tratamento. Infelizmente ainda existem muitas mulheres que percebem um nódulo na mama, e por medo das consequências do tratamento, deixam de procurar assistência médica e deixam a
doença avançar, e quando vão procurar a doença já esta avançada, diminuindo as chances de cura e tornando o tratamento extremamente invasivo e agressivo.

São esperados para o ano de 2020 aproximadamente 66.000 novos casos de câncer de mama no Brasil, sendo que apenas 25% serão diagnosticados nas formas inicias. O diagnóstico precoce é fundamental e para isso acontecer, as mulheres precisam realizar mamografia anualmente a partir dos 40 anos.


Muitas mulheres acreditam que estão prevenindo o câncer de mama através da mamografia e não entendem que mesmo realizando anualmente ainda podem apresentar o diagnóstico. Na verdade, a função da mamografia não é a prevenção e sim o diagnóstico precoce. A prevenção do câncer de mama acontece através de hábitos de vida saudáveis, exercício, redução da obesidade, evitar consumo de bebidas alcoólicas, gestações antes dos 30 anos, amamentação também são medidas de redução de risco.

As angústias das mulheres quanto ao tratamento e suas consequências, está todos relacionados a muitos tabus, sendo o principal, a forma como o câncer é tratado por todos, o estigma que existe por trás dessa palavra tão pequena, de apenas 5 letras e que remete, a tanto sofrimento, medo e incertezas.
Hoje o câncer de mama possui várias formas de ser tratado, não são todas as pacientes que terão que fazer quimioterapia ou perderem suas mamas. O tratamento cirúrgico pode ser feito de forma menos invasiva com cirurgias conservadoras ou quando tem a necessidade de retirada das mamas, geralmente podemos realizar reconstruções mamárias imediatas e para aquelas que não realizaram podem fazer de forma tardia.

Os tratamentos sistêmicos serão empregados de acordo com as características do tumor, porém quando as pacientes apresentam diagnóstico precoce, apenas 35% irão precisar realizar quimioterapia, a maioria das pacientes pode realizar endocrinoterapia para bloquear os receptores hormonais. A mensagem que deve ser levada para todas as mulheres, é a importância do diagnóstico precoce, e nada melhor que a mulher para se conhecer, quem procura acha, e quem acha cura. Ao longo da vida da mulher, a mama vai sofrendo diversas modificações e quando a mulher realiza o auto-exame sempre, ele consegue perceber qualquer alteração, e assim procurar assistência médica o mais rápido possível.

No mês de outubro todas as mulheres devem ser lembradas, da importância de cuidarem da sua saúde, de propagar informações para todos a respeito do câncer de mama, e de como é importante o diagnóstico precoce e de como isso pode salvar uma vida, e impactar no futuro da mulher.

Fonte: Dr. Marcelo Antonini-Médico Mastologista, Obstetra e Ginecologista-CRM:108731

imagem 728x90

Comentários

imagem 728x90